terça-feira, 20 de setembro de 2011

Conflitos do Cáucaso

Aqui está uma espécia de "atlas" resumido e explicativo sobre os conflitos na região do Cáucaso.


Federação Russa
- Ossétia do Norte
1992: Disputas territoriais resultaram numa guerra de curta duração entre os ossétios e os inguches. Quase todos os inguches (cerca de 50.000) foram cassados. O seu retorno foi acordado para ocorrer em 1997, porém menos de um terço deles voltaram para seus locais de origem.
-Daguestão
1999:  Combates de curta duração entre o exército russo e partidários chechenos. Prelúdio para a segunda guerra da Chechênia.
-Chechênia
1991: Independência proclamada com o fim da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas).
1994-1996: Guerra. A Federação Russa tenta tomar o controle. 30.000 civis foram mortos e 600.000 deslocados. Acordo de paz temporário. 
1996: a Federação Russa se retira.
1999: Segunda Guerra da Chechênia. Mais de 370.000 pessoas foram deslocadas. A população de Grozny, capital da Chechênia, passou de 400.000 (número antes da guerra) para cerca de 30.000 pessoas.


Geórgia
-Abkházia
1992: Guerra. 300.000 georgianos fugiram diante dos combates. Os abkházios formavam 18% da população dessa república e os georgianos, 45%.
1998: Novos combates causaram novas expulsões. Não existiram avanços positivos desde 1993.
2002: Os combates voltam a ocorrer.
-Ossétia do Sul
1991: Guerra. Todos os georgianos fugiram da região e 100.000 ossétios se refugiaram em outras regiões da Geórgia. As partes em conflito selaram um acordo sobre a não utilização da violência. Porém, efetivamente,  nenhum avanço foi realizado para colocar fim no conflito.
-Vale do Pankisi
2002: Vale longo de 80 quilômetros considerado pela Federação Russa e os Estados Unidos base de apoio para os combatentes chechenos e da Al Qaeda.
-Adjária
1991: Conflitos em torno da autonomia econômica e política. A base militar russa de Batoumi desempenha pressão a favor da Adjária contra a Geórgia. 


Azerbaijão
-Alto-Karabakh
1990-1993: Guerra iniciada antes do colapso da URSS numa região onde os armênios totalizavam 75% de sua população. O território sobre o controle armênio abrange terras dos azerbaijanos unindo o Alto-Karabakh à Armênia. Os combates foram brevemente recomeçados em 1997. Não há avanços nas negociações para colocar um fim nesse impasse territorial.
-Nakhitchevan
Enclave azerbaijano, vulnerável e sujeito a tensões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário