terça-feira, 20 de setembro de 2011

Os movimentos separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, na Geórgia

A Ossétia do Sul e a Abkházia eram países independentes que foram incorporados ao Império Russo no início do século XIX, juntamente com a Geórgia. Após a Revolução Russa de 1917, os dois primeiros países transformaram-se em distritos autônomos da Geórgia que, por sua vez, tornou-se uma das repúblicas da União Soviética.
É importante, no entanto, lembrar que tanto a Ossétia do Sul como a Abkházia foram nações formadas pela identidade cultural de seus povos e têm lutado pela independência desde a sua anexação pelos russos.
Após a desintegração da União Soviética, abkhazes e ossetos do sul sentiram-se estimulados a retomar essa luta, reivindicando a separação à Geórgia. A Ossétia do Sul ainda pede a sua unificação com a Ossétia do Norte, que pertence à Federação Russa. Já os abkhazes desejam voltar a ser um país independente. Em agosto de 2008, as forças russas entraram em conflito com as da Geórgia, justamente quando essas atacavam as dos separatistas ossetos, que são apoiados pela Federação Russa. Tropas russas entraram na Abkházia a pretexto de reforçar o contingente que já estava na região para a manutenção da paz. Poucos dias depois os militares e civis georgianos deixaram a última parte de Abkházia ainda sobre controle do governo da Geórgia.
Até o final de 2008, a situação desses países permanecia sem solução definitiva. 
Neste vídeo podemos perceber, principalmente, algumas das consequências provindas dos movimentos separatistas citados entre a Ossétia do Sul e Abkházia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário